domingo, 12 de dezembro de 2010

Bovespa terá índice que incentiva redução de emissões de CO2

Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) terá, até o fim do ano, um índice que contemplará com peso maior ações de empresas com taxas baixas de emissão de dióxido de carbono (CO2). O Índice Carbono Eficiente (ICO2) será lançado em dezembro e visa a estimular a redução das emissões de gases causadores de efeito estufa.

"O índice tem como objetivo trazer o item da mudança climática para dentro das empresas por meio de instrumento econômico, que é a Bolsa [de Valores]", explicou a diretora de Sustentabilidade da BM&FBovespa, Sonia Favaretto.

Segundo ela, 45 empresas cujas ações estão entre as mais negociadas na Bolsa foram convidadas a integrar o índice. Quem aceitar terá que enviar à BM&FBovespa um inventário das emissões.

O gerente de Produtos Ambientais, Energia e Metais da BM&FBovespa, Guilherme Fagundes, disse esse índice será comparado com o de outras empresas do mesmo setor. Se a empresa listada no ICO2 tiver menos emissões que as outras, ganhará maior participação na formação do índice.

"Se eu tinha 5% do índice e passei a ter 6,5%, o investidor que aplicar no ICO2 estará investindo mais na minha ação do que estava antes", explicou Fagundes sobre o mecanismo de incentivo à redução de emissões.

O gerente disse ainda que a criação do ICO2 é um parceria entre a BM&FBovespa e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo ele, o banco de fomento será o responsável pela criação de um fundo de investimentos referenciado no ICO2. Esse fundo terá cotas negociadas na BM&FBovespa. Portanto, investidores que levam em conta a sustentabilidade das empresas em que aplicam seu dinheiro poderão comprar cotas desse fundo e estimular também a redução das emissões.

"Existem alguns investidores que buscam alocar parcelas ou a totalidade dos seus investimentos em empresas que se atentam para as mudanças climáticas", disse Fagundes. "Eles poderiam investir nesse fundo referenciado pelo índice ICO2."

De acordo com Sônia Favaretto, a criação do fundo deve levar algum tempo, até que o ICO2 se consolide na Bolsa de Valores. Já o índice, entretanto, após ser lançado no Brasil, será apresentado na 16ª Conferência sobre Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (COP-16). A conferência vai ocorrer em Cancun, México, entre os dias 29 deste mês e 10 de dezembro. "Anunciamos a criação do índice na COP-15, em Copenhague, no ano passado. Agora, vamos entregar o índice pronto na COP-16", assegurou Sônia Favaretto. (Fonte: Vinicius Konchinski/ Agência Brasil)

Fonte: http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2010/11/04/62463-bovespa-tera-indice-que-incentiva-reducao-de-emissoes-de-co2.html

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Reunião Anual Regional da Sociedade Brasileira de Paleontologia

A nona edição da Reunião Anual Regional da Sociedade Brasileira de Paleontologia em Minas Gerais - PALEO MINAS 2010 - será realizada neste ano no campus Umuarama da Universidade Federal de Uberlândia. Contará com palestras, apresentações orais, pôsteres, exposição de paleoarte, concurso fotográfico e excursão.

link: https://sites.google.com/site/9paleominas/


XIX Encontro Brasileiro de Ictiologia

Local: O XIX Encontro Brasileiro de Ictiologia será realizado no Centro de Convenções do Studio 5 Mall em Manaus - AM, Brasil, de 30 de janeiro a 04 de fevereiro de 2011.

Tema do XIX EBI: Fronteiras do conhecimento em Ictiologia

Logotipo do XIX EBI: Design minimalista de um peixe remetendo a idéia de movimento em direção ao encontro das águas do rio Negro com o rio Solimões e respectivas ondulações fluviais.

E-mail: ebimanaus2011@gmail.com

AS INSCRIÇÕES CONTINUAM ABERTAS MAS COM NOVA TABELA DE VALORES. Estudantes (graduação e pós-graduação) pagam o mesmo valor. Para evitar contratempos salvem o boleto em pdf.


link: http://xixebi.org/?var=home

II CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL IV ENCONTRO NORDESTINO DE BIOGEOGRAFIA

A Assembléia Geral das Nações Unidades elegeu 2011 como o Ano Internacional das Florestas. As atividades enfocadas incluem a promoção do manejo sustentável, a conservação e desenvolvimento das florestas e a conscientização do papel decisivo que as matas desempenham no desenvolvimento global sustentável.

Conservar florestas é preservar não somente a vida das árvores e dos povos das florestas. E sim manter viva toda a biodiversidade do Planeta, e com ela as sociedades humanas. A Educação Ambiental na família, e em todos os níveis de ensino, cumpre papel fundamental para a conservação da sociobiodiversidade e do ambiente em que vivemos.

O II Congresso Nacional de Educação Ambiental e o IV Encontro Nordestino de Biogeografia, ocorrem simultaneamente em João Pessoa, no período de 12 a 15 de outubro de 2011. O II CNEA & IV ENBio são promovidos pela Universidade Federal da Paraíba, com o objetivo maior de apontar os Caminhos para a Conservação da Sociobiodiversidade. Os eventos vão reunir 1.500 participantes, entre pesquisadores, professores, estudantes e cidadãos de todos os setores da sociedade.



Link: http://www.cnea.com.br/index.html

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Setor de biotecnologia se reúne em seminário estadual

Estão abertas as inscrições para o 1º Seminário Estadual da Biotecnologia e Bioindústria, evento que reunirá pesquisadores, acadêmicos, entidades governamentais e empresários com o objetivo de trocar informações e conhecimento para maior sinergia entre os vários atores do sistema Estadual. No Seminário, que ocorrerá no dia 9 de dezembro, será dado início à criação de um plano estratégico do setor a fim de direcionar metas e objetivos para o atendimento de demandas por novas pesquisas e produtos.

Esse evento é patrocinado pelo Sebrae-PE, com o apoio da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente (Sectma) e Secretaria Municipal do Recife de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico.

Programação

DIA 9/12 (quinta-feira)

8h – Credenciamento
9h - Abertura
10h - Palestra de abertura – A ciência biotecnológica em Pernambuco – Paulo Andrade (UFPE)
10h40 – Coffee break e visita a exposição de produtos
11h – Apresentação e discussão da proposta do Parque de Biotecnologia
do Estado de Pernambuco – Emanoel Sérvio (Biogene)
12h – 14h - Intervalo para o almoço
14h – Apresentação das empresas (8 empresários convidados 15 minutos por apresentação)
15h – Coffee break e visita a exposição de produtos
15h20 – Mesa de discussões (temas que deverão ser abordados: competências instaladas, posicionamento estratégico das empresas, potencial de parcerias em desenvolvimento, gargalos técnicos e legais, o empreendedorismo em biotecnologia) (mediador Prof. Bento Albuquerque – UPE)

Mais informações
www.biotecpe.com.br

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

AMBIENTALISTAS INGRESSAM NA JUSTIÇA CONTRA O TRÁFICO INTERNACIONAL DE BARBATANAS DE TUBARÃO

25 de novembro de 2010 - o Instituto Justiça Ambiental – IJA, organização não-governamental sem fins lucrativos sediada em Porto Alegre, RS, ingressou com a quarta ação judicial contra a indústria ilegal de barbatanas de tubarão, na Justiça Federal de Belém do Pará.

O caso envolve a apreensão de 3,5 toneladas de barbatanas, o que representa o massacre ilegal de aproximadamente 40 mil tubarões. A região é considerada a mais rica em biodiversidade marinha na costa brasileira. O pedido indenizatório provisório é de R$ 192 milhões.

“Em geral, quando se fala na Amazônia, as pessoas lembram apenas da floresta. Belém do Pará é um dos pontos mais importantes do finning na América Latina. Sabemos também que é comum no local a utilização de golfinhos como isca de tubarão, o que para nós é algo absolutamente inaceitável”, coloca Cristiano Pacheco, diretor do IJA.

É a quarta ação judicial que a institutição move contra o mercado negro de barbatanas de tubarão no Brasil. As duas primeiras foram ingressadas na Justiça Federal de Rio Grande, no RS, e as demais na Justiça Federal de Belém do Pará. Em junho deste ano, o IJA ajuizou ação em Belém requerendo uma indenização de 1,4 bilhão contra a empresa Sigel do Brasil Comércio, Importação e Exportação Ltda, que tem filial no Brasil e matriz no Panamá. A iniciativa teve repercussão internacional pelos principais jornais e noticiários.

“Quanto mais avançamos no processo judicial, mais informações colhemos. Levamos o problema para o Sr. Fábio Pitaluga, Chefe da Divisão do Mar do Ministério das Relações Exteriores em Brasília, pois entendemos de máxima gravidade para a imagem internacional do Brasil. Neste momento estamos também colhendo informações sobre a cadeia produtiva dos cações. Verificamos que as grandes redes de supermercados, inclusive as multinacionais, não informam a procedência das postas de cação congeladas vendidas nos estabelecimentos, assim como não informam a espécie vendida, se está inclusa ou não na lista de extinção da Instrução Normativa nº 05 do Ministério do Meio Ambiente. Esta omissão ofende o Código do Consumidor, já que a embalagem do produto precisa prestar informação clara ao consumidor sobre origem e qualidade, sem induzí-lo em erro. Enviamos ofícios para as empresas solicitando informações sobre os fornecedores dos cações e o aspecto legal envolvido. Apenas uma empresa respondeu informando que todo o cação comercializado é importado da Espanha”.

A ação judicial do IJA foi aplaudida pelos coordenadores da campanha internacional Divers for Sharks – mergulhadores pelos Tubarões, sedidada no Brasil e que esta semana realizou diversos protestos e atividades no Rio de Janeiro para chamar a atenção do público para o declínio global desses animais, que também prejudica diretamente a indústria do mergulho recreativo. “No Brasil, a omissão do Executivo na defesa dos tubarões e no controle da pesca industrial indiscriminada é um crime de lesa-pátria que só pode ser corrigido através do Judiciário e da mobilização da opinião pública. Está na hora de impedirmos que mais esse abuso da máfia dos maus empresários da pesca fique impune, disse José Truda Palazzo Jr., um dos coordenadores da campanha.

Para maiores informações contatar:

Cristiano Pacheco

Diretor Executivo

Instituto Justiça Ambiental

www.ija.org.br

Rua Mostardeiro, 5, conj, 1010, Porto Alegre, RS, Brasil

CEP 90.430-001

51 3907-9010 / 9829-9010

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Projeto Espaço Biodiversidade abre inscrições para oficinas




O programa Cabeça de Área, da TV Universitária, abordará neste sábado (27), às 12h30, a Educação Física e o novo Enem. Os convidados para debater o tema são Erika Suruagy Assis de Figueiredo – professora de licenciatura em Educação Física da UFRPE – e Gustavo José Silva de Lira, professor do Colégio Equipe. O programa é produzido por Rizo Andrade e apresentado por Edilson Fernandes e Henrique Kohl “Tchê”.

Mais informações
http://programacabecadearea.blogspot.com/

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Reforma do Código Florestal reduzirá estoques de carbono

Diminuição de estoque potencial é de 7 bilhões de toneladas, o que corresponde a mais de 13 vezes as emissões nacionais em 2007

Brasília, 23 de novembro de 2010

Dados preliminares de estudo do Observatório do Clima estimam que, se forem aprovadas as alterações no Código Florestal conforme o substitutivo proposto pelo deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), há um risco potencial de quase 7 bilhões de toneladas de carbono acumuladas em diversos tipos de vegetação nativa a serem lançadas na atmosfera. Isto representaria 25,5 bilhões de toneladas de gases do efeito estufa, mais de 13 vezes as emissões do Brasil no ano de 2007.

Um dos dispositivos propostos no Projeto de Lei 1876/99 que altera o Código Florestal trata da isenção de manter e recuperar a reserva legal em pequenas propriedades rurais (até quatro módulos fiscais). A isenção também se aplica ao equivalente a quatro módulos em grandes e médias propriedades. Tal medida é a que tem maior impacto potencial nas emissões de gases do efeito estufa e deixaria uma área total de 69,2 milhões hectares sem proteção da reserva legal, área maior que o estado de Minas Gerais. Segundo o levantamento do Observatório do Clima, o estoque potencial estimado de carbono nestas áreas é de 6,8 bilhões de toneladas, correspondendo a um volume de gases do efeito estufa de 25 bilhões de toneladas de CO2eq (gás carbônico equivalente).

Uma segunda modificação importante prevê a redução de 30 metros para 15 metros na área de preservação de matas ciliares em rios com até 5 metros de largura. Esta mudança faria com que os seis biomas brasileiros deixassem de estocar 156 milhões de toneladas de carbono, correspondendo a mais de 570 milhões de toneladas de CO2eq, numa área de 1,8 milhão de hectares, o equivalente a mais de 2 milhões de campos de futebol.

De acordo com André Ferretti, coordenador do Observatório do Clima, o estudo contempla apenas uma das diversas facetas das propostas de modificação do Código Florestal. “Com a aprovação do texto, a meta do Brasil de reduzir as emissões nacionais de gases causadores do aquecimento global viraria pó, além dos inúmeros impactos causados à biodiversidade”, avalia.

As modificações podem comprometer gravemente a meta brasileira de redução de emissões estipulada na Política Nacional de Mudanças Climáticas. O Brasil assumiu ano passado, em Copenhague, o compromisso de cortar aproximadamente 1 bilhão de toneladas de suas emissões de gases no ano de 2020.

Metodologia

O estudo foi elaborado conforme as metodologias do Good Practice Guidance for Land Use, Land-Use Change and Forestry, do Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima – IPCC (IPCC, 2003) e também de acordo com o Segundo Inventário Brasileiro de Emissões e Remoções Antrópicas de Gases de Efeito Estufa, divulgado em outubro pelo ministério da Ciência e Tecnologia.

O território nacional foi subdividido em unidades espaciais na forma de polígonos que resultaram da integração das seguintes fontes de dados sobre Bioma (IBGE, 2004), Limites municipais (Malha Municipal Digital 2005 do IBGE), Fisionomia vegetal (IBGE, 2004) e Tipo de solo (EMBRAPA/IBGE, 2003). Conheça o Observatório do Clima: www.oc.org.br

Para acessar o estudo, clique aqui.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

XVIII Congresso de Iniciação Científica (Conic) da UFPE começa na próxima quarta

Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em Pernambuco

Reunião Regional da SBPC em Pernambuco: programação disponível no site do evento
A cerimônia de abertura será realizada no dia 23, às 19h00, em Vitória do Santo Antão, no Centro Acadêmico de Vitória da UFPE. No total, serão realizadas 34 mesas-redondas, 19 conferências e 78 minicursos com foco no tema central do evento: “Educação como um direito de todos”.

Link: http://www.sbpcnet.org.br/site/home/

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

XVIII Congresso de Iniciação Científica (Conic) da UFPE começa na próxima quarta

Com o tema “Educação e Sociedade”, em homenagem à professora da UFPE Silke Weber, o Congresso de Iniciação Científica (Conic) realiza sua 18ª edição a partir da próxima quarta-feira (24), com a cerimônia de abertura prevista para as 8h30.
O evento, que será realizado no Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) da UFPE até o próximo dia 26 de novembro, acontece em conjunto com o II Congresso de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Coniti) e a VI Jornada de Iniciação Científica (Joic) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).
Neste ano, 1.705 alunos de instituições de ensino e pesquisa de Pernambuco se inscreveram como ouvintes para participar do Conic. Além disso, cerca de 900 trabalhos, entre orais e pôsteres, foram inscritos pelos alunos de graduação da Universidade, abrangendo oito grandes áreas de conhecimento (Ciências Sociais Aplicadas; Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Ciências Humanas; Ciências da Saúde; Ciências Agrárias; Engenharias; Lingüística, Letras e Artes;). Trinta trabalhos serão expostos pelos alunos da Fundaj. Os professores da UFPE que orientam esses alunos devem participar do Congresso como avaliadores.
Os três melhores trabalhos apresentados em cada área do conhecimento recebem uma premiação da Pró-Reitoria para Assuntos de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPE, organizadora do Congresso.
O Conic também coloca à disposição dos alunos da Universidade a oportunidade de realizar um dos 11 minicursos oferecidos durante o evento: Educação Ambiental na Formação de Professores; Importância Biotecnológica de Actinobactérias; Mídia, Cultura e Cotidiano; Voz do Professor: Conhecimentos e Cuidados Necessários; Introdução à Teoria Social do Discurso; O Fumo, a DPOC no Idoso e o Programa de Reabilitação Pulmonar; Gestão de Resíduos Sólidos; A Gema que não é de Ovo; Exemplos de Uso e Aplicação de Resíduos para Construção Civil; Micoses do Verão: Aprenda a Diagnosticar e como se Prevenir; Doenças Silenciosas são Dinâmicas. Então, não fique parado!

“O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) conta com a participação de professores altamente qualificados na UFPE. Esse fator, em conjunto com a competência dos alunos que realizam iniciação científica contribui para o fortalecimento da pós-graduação em uma instituição, pois esses alunos são o que estão mais preparados para ingressar no mestrado e seguir a carreira acadêmica. Por isso, o Pibic e as pesquisas realizadas pelos discentes, sendo apresentadas durante o Conic, são de extrema importância para toda a Universidade”, considera o professor Anísio Brasileiro, pró-reitor para Assuntos de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPE.
HOMENAGEADA - Silke Weber obteve graduação em Pedagogia na Faculdade de Filosofia do Recife (1960), mestrado em Psicossociologia - Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (1966) e doutorado em Sociologia - Université René Descartes (1972).
A professora tem experiência na área da Psicologia Social, Educação e Sociologia. Tem desenvolvido trabalhos principalmente nos seguintes temas: ensino superior, educação e projetos de sociedade, educação brasileira, políticas educacionais, profissionalização e formação do professor, qualidade da educação pública.

Orientação para apresentações orais
Os alunos que irão apresentar trabalhos no XVIII Congresso de Iniciação Científica da UFPE na forma oral devem entregar o arquivo da apresentação, em cd ou disquete, na Propesq no dia 22 de novembro (horários: 9h às 12h e 14h às 17h) ou em 23 de novembro (9h e 12h). É importante que o estudante também leve o arquivo quando no momento da apresentação, por precaução.

Mais informações
(81) 2126.7052
www.ufpe.br/conic
pibicufpe@gmail.com.

XXVIII Encontro Anual de Etologia

O XXVIII Encontro Anual de Etologia com o tema “Comportamento Animal e Conservação” e o II Simpósio Latino-Americano de Etologia, acontecerão no período de 12 a 15 de novembro de 2010, na Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL), em Alfenas-MG.

Link: http://www.unifal-mg.edu.br/etologia/?q=informacoes

3° Congresso sobre Diversidade Microbiana da Amazônia (CDMicro) e XII Encontro Nacional de Microbiologia Ambiental (ENAMA)

O 3° Congresso sobre Diversidade Microbiana da Amazônia (CDMicro) e XII Encontro Nacional de Microbiologia Ambiental (ENAMA) serão realizados de 5 a 8 de dezembro de 2010, no Studio 5 - Centro de Convenções, em Manaus, Amazonas.

Link: http://www.sbmicrobiologia.org.br/cdmicroenama/index.html

SBPC em Pernambuco altera data das inscrições dos minicursos



Os interessados em participar dos minicursos que serão realizados durante a Reunião Regional da SBPC em Pernambuco devem se inscrever na Secretaria da SBPC, no local do evento, a partir do dia 23 de novembro. Os minicursos serão realizados em Recife, Caruaru e Vitória de Santo Antão, nas dependências da Universidade Federal de Pernambuco e das instituições parceiras.

São mais de 120 opções de minicursos com cargas horárias distintas. Os temas são de interesse tanto de professores do ensino básico como de estudantes de graduação e pesquisadores. A programação estará disponível a partir do dia 19 de novembro no site do evento: http://www.sbpcnet.org.br/pernambuco/home/. Para participar é necessário pagar taxa de R$ 10,00. As vagas são limitadas e o preenchimento obedecerá à ordem de matrícula. Veja abaixo o horário de atendimento da Secretaria da SBPC durante o evento.

O EVENTO - Promovida pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Reunião Regional da SBPC em Pernambuco tem o objetivo de disponibilizar conhecimentos que possam ajudar a promover o desenvolvimento da região por meio de conferências, mesas-redondas, minicursos e difusão de pesquisas científicas. O tema central do evento é “Educação como direito de todos”. Todas as atividades, com exceção dos minicursos, são gratuitas e não exigem inscrição prévia.

Haverá ainda uma programação voltada para estudantes do ensino básico, a SBPC Mirim, e duas exposições: a Expomunicípios (mostra da cultura pernambucana) e a Expoinstituições (exposição de produtos, projetos inovadores, entre outros).

Mais informações
http://www.sbpcnet.org.br/pernambuco/home/


Laboratório da Paisagem promove encontro na próxima segunda-feira (22)



O Encontro Possibilidades de Paisagens, organizado pelo Laboratório da Paisagem do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPE, acontece na próxima segunda-feira (22), a partir das 8h30, no miniauditório 2 do Centro de Artes e Comunicação (CAC), Campus Recife. O evento promove palestras sobre paisagens, jardins, espaços públicos e patrimônio. O encontro é aberto ao público e não é preciso fazer inscrição. O evento é coordenado pela professora Ana Rita Sá Carneiro.

Programação

Manhã

8h30 – Paisagem Cultural, com Dirceu Cadena
9h – Patrimônio Verde, com Mário Castro
9h30 – Paisagem Urbana, com Lúcia Veras
10h – Debate
10h15 – Intervalo
10h30 – Parque e Paisagem, com Ana Rita Sá Carneiro
11h – Projeto Paisagístico, com Luiz Vieira
11h30 – Debate

Tarde

14h – Paisagem e Arte, com Fátima Mafra
14h30 – Jardins Históricos, com Aline Figueirôa
15h – Debate
15h15 Intervalo
15h30 – Pensamento Vegetal, com Joelmir Marques da Silva
16h – Espaço Público, com Luciana Santiago
16h30 – Debate

Mais informações
paisagem.ufpe@yahoo.com.br

3º Congresso Brasileiro de Biologia Marinha (3º CBBM)

O 3º Congresso Brasileiro de Biologia Marinha (3º CBBM) será realizado no período de 15 a 19 de maio de 2011, no Centro de Convenções do Hotel Praiamar, em Natal - RN. Espera-se que o referido evento contribua substancialmente para congregar pesquisadores, estudantes e instituições dedicados à pesquisa científica e à divulgação da Biologia Marinha no Brasil.

O 3º CBBM será constituído por uma programação abrangente, envolvendo palestras, mesas-redondas, grupos de trabalho, mostras competitivas, exposições e reuniões paralelas sobre diversos temas relevantes de Biologia Marinha. Espera-se realizar um evento dinâmico, que primará não por grandes números, mas principalmente pela qualidade da programação científica e pela veiculação de contribuições relevantes ao desenvolvimento científico nacional.

Os profissionais, os estudantes de pós-graduação e de graduação em Biologia Marinha, Oceanografia e áreas afins estão convidados a participar do 3º CBBM, que certamente será um evento marcante como expressão do cenário das Ciências do Mar no Brasil.


link: http://www.uff.br/cbbm2011/

VI Congresso Brasileiro de Micologia

O VI Congresso Brasileiro de Micologia será realizado no Centro de Eventos da FINATEC no Campus Darcy Ribeiro da UnB, durante o período de 29 de novembro a 02 de dezembro de 2010.

Este é o ano em que Brasília comemora seu 50º aniversário e também o período escolhido para se realizar o primeiro congresso de Micologia em pleno cerrado brasileiro. Assim, o VI Congresso Brasileiro de Micologia (VI CBMy), será promovido pela Sociedade Brasileira de Micologia, co-patrocinado pela Universidade de Brasília (UnB) através do Departamento de Fitopatologia /Instituto de Ciências Biológicas e que terá, ainda, o apoio de instituições como a CAPES, CNPq, FAP-DF e FINATEC.

link: http://www.sbfito.com.br/congresso/ativo/paginas/4/?id=4

Municípios Saudáveis são tema de palestra no Expoideia


A experiência da Rede Pernambucana de Municípios Saudáveis (RPMS) será tema de palestra a ser proferida pela técnica do Núcleo de Saúde Pública da UFPE (Nusp), Rosane Salles, na próxima segunda-feira (22), das 10h às 12h, durante a realização da Expoideia, realizado nos armazéns 12 e 13, no Bairro do Recife.

A RPMS é uma articulação desenvolvida pela Agência Condepe/Fidem em parceria com o NUSP/UFPE e atua promovendo a articulação da gestão local de 21 municípios pernambucanos e a sociedade com vistas a promoção de práticas saudáveis que impulsionem o desenvolvimento local, o empoderamento das comunidades locais, a geração de renda e a adoção de políticas que fortaleçam a participação e princípios democráticos entre poder público e sociedade.

Mais informações
Rosane Salles -
rosanesalles@terra.com.br
NUSP – 2126.8552/8553 (Edione/Marize)